Home TECNOLOGIA No seu ritmo: 5 passos para organizar a vida financeira e fazer o dinheiro render

No seu ritmo: 5 passos para organizar a vida financeira e fazer o dinheiro render

por Correio do Maranhão
0 commentar

A plataforma da Genial Investimentos mostra que investir pode ser fácil, seguro e democrático. Veja dicas!

Você fica tenso quando pensa em organização financeira? Entre as responsabilidades, contas e pendências do mês, muitas pessoas encontram dificuldades em lidar com o dinheiro – mas a boa notícia é que não precisa ser desse jeito.

Construir uma relação saudável e consciente com a grana do mês traz mais tranquilidade para o dia a dia, além de ser essencial para garantir a sua segurança no presente e para planos futuros. Mas como chegar a este mundo ideal, que parece tão inatingível?

Existem alguns caminhos criativos que ajudam. Mas, primeiro, é importante entender por que pagar as contas pessoais em dia e planejar o uso do dinheiro é necessário pra você. Afinal, assim fica mais fácil encontrar alternativas possíveis, ter mais qualidade de vida e ver o seu dinheiro render.

Investir no próprio passo

A Genial Investimentos pensa que saúde financeira e investimentos andam juntos, e podem seguir o ritmo de cada um. É como dançar a Macarena: cada um tem o seu jeito de fazer. Com a plataforma de investimentos, você gerencia e controla as finanças pelo aplicativo e investe de maneira fácil e intuitiva, sem dor de cabeça.

Em uma plataforma ágil e descomplicada, a Genial Investimentos oferece possibilidades que tornam o mundo financeiro mais acessível às pessoas, desde a gestão do dinheiro até o investimento. Você pode começar a investir a partir de R$ 10,00 pelo app.

Veja 5 passos que podem acompanhar seu ritmo numa jornada mais consciente com o seu dinheiro.

1. Organize as despesas e as receitas

Muitas pessoas não têm a noção exata de quanto ganham, muito menos de como seus gastos são realizados ou o quanto gastam com cada item – daí a importância de conhecer de perto as despesas e as receitas.

Listar todas as entradas e saídas mensais de dinheiro da sua conta é uma saída para começar a organizar tudo isso. Pode ser com papel e caneta, em uma planilha digital ou utilizando aplicativos de celular para essa finalidade. O importante é registrar os ganhos e as despesas.

Sabe aquele streaming que você assina, mas não acessa? Pois é, avaliando o quadro geral dos gastos, podemos analisar o que não faz sentido e fazer escolhas melhores e mais conscientes do uso da grana.

2. Tem dívidas? Quite tudo!

Quando analisamos os gastos, é normal descobrirmos que as dívidas estão consumindo uma parte importante da renda, já que o valor devido passa a ser acrescido de juros. As chances de as dívidas se transformarem numa bola de neve, como sabemos, são altas. E pode ficar cada vez mais difícil quitá-las.

Neste sentido, uma atitude essencial é buscar meios de sanar as dívidas ou reduzir o montante. Analise com calma, verifique o que é possível quitar mais rapidamente e comece a se programar. Em casos de valores mais elevados, uma saída é tentar renegociar, de forma a diminuir o valor a ser pago. Procure o banco ou a operadora do cartão de crédito e busque essa alternativa.

3. Hora de se planejar

O planejamento é uma etapa imprescindível na organização das finanças. Claro: manter as contas em dia é importante, mas é necessário olhar para além das despesas do mês vigente. A ideia aqui é planejar como será o uso dos seus recursos no longo prazo, no futuro.

Além das despesas mensais, você precisa fazer uma programação dos gastos e ganhos esporádicos. Por exemplo, o recebimento de décimo terceiro salário, pagamento de impostos, seguro de carro, matrícula da escola dos filhos, compras para uma possível reforma, entre outros.

O ideal é evitar a situação de não conseguir custear as despesas mais elevadas de determinado mês por falta de planejamento. Nesse planejamento, você pode considerar, além dos gastos pontuais ao longo do ano, uma reserva para emergências e uma poupança para seus projetos.

Neste guia pessoal completo produzido pela Genial Investimentos, você vai aprender tudo o que precisa sobre planejamento financeiro: a definição desse tipo de planejamento, os erros que você deve evitar no processo, as estratégias para o futuro e como fazer a gestão dos riscos.

4. Crie objetivos de curto, de médio e de longo prazo

Especialistas sempre afirmam que educação financeira é um caminho sem volta. Quando realizamos gastos conscientes e planejamos o uso do dinheiro, visualizamos possibilidades para o futuro. Essa é uma das características mais interessantes de se organizar as finanças.

Muitas pessoas pensam que essa organização é apenas para acumular uma quantia maior na conta, mas o propósito é bem mais abrangente.

Pense em todo o seu esforço para trabalhar e ganhar seu salário, ou em outras ações na sua carreira para ser promovido ou para ter seu negócio. Tudo isso tem um valor e um retorno, certo? Quando se cuida das finanças, os ganhos passam a ter para nós um propósito mais estratégico, que visa, sobretudo, ao bem-estar.

Ou seja, o foco precisa ir além do momento presente e ir para o médio e o longo prazo. Uma das formas de utilizar bem seu dinheiro é listando seus objetivos de vida, que podem incluir a compra de um imóvel, de um carro, viagens, estudos, previdência etc.

5. Seja Genial

Com a sua vida financeira organizada e em dia, é chegada a hora de se lançar aos investimentos. E se engana quem pensa que é necessário separar grandes quantias para investir. O importante é conseguir destinar parte da sua renda para as aplicações, mesmo começando com pouco.

Existem diversas opções para objetivos, montantes e perfis diferentes. Então, a ideia de que investir é pra quem tem muito dinheiro é mito. O e-book “Como começar a investir”, da Genial Investimentos, mostra como esse tema pode ser mais simples do que parece. Nele são apresentados caminhos que apontam o momento certo para começar a investir e como isso deve ser feito, na prática: entendendo o seu perfil de investidor e os tipos de investimentos disponíveis no mercado.

Quer um spoiler? Para começar a investir, o primeiro passo é abrir sua conta em uma corretora: é aí que entra a Genial Investimentos.

Na Genial, você encontra diferentes soluções de investimentos que acompanham o seu ritmo: tudo isso em uma plataforma fácil de usar e simples de entender. Em três passos simples, todo mundo pode se tornar Genial.

Primeiro, abra a conta digital gratuita pelo app. Depois, estabeleça metas para que a Genial recomende os melhores investimentos para você. Por último, escolha onde investir: a Genial possui grande variedade de opções, que combinam com seus objetivos.

Por: https://g1.globo.com/

Related Articles

Deixe um Commentario