Home MaranhãoMARANHÃO Menino de 8 anos troca festa de aniversário por distribuição de lanches para catadores de lixo no interior do Maranhão

Menino de 8 anos troca festa de aniversário por distribuição de lanches para catadores de lixo no interior do Maranhão

por Correio do Maranhão
0 commentar

O pequeno Elimar Estevão pediu para a mãe que, no lugar do bolo de aniversário, ela preparasse lanches para serem doados aos catadores que trabalham no lixão da cidade de Caxias, a 360 km de São Luís.

O menino completou oito anos de idade no dia 1º de maio, mas a comemoração foi realizada no fim do mês em um local bem diferente da casa dele, o lixão de Caxias.

“Eu perguntei para ele, Estevão tu vai querer o que no teu aniversário? Ele disse que ‘no meu aniversário eu vou querer dar uma volta no coletor do lixo e dar o dinheiro pro pessoal que está pedindo na rua’”, contou a mãe do menino, a empreendedora Maria de Jesus Araújo.

A família de Estevão tem uma lanchonete em casa, e todos os membros ajudaram a realizar o desejo do garoto. Depois de combinar com a mãe, o menino começou a juntar parte do dinheiro do caixa da lanchonete para ser usado na preparação dos lanches, os quais seriam distribuídos no lixão.

No dia da entrega dos lanches no lixão da cidade, a família contou com a ajuda de uma amiga, a professora Tatiana Bezerra.

“Uma criança de oito anos, no dia do seu aniversário decidir presentear aqueles que necessitam mostra, acima tudo, um caráter, um amor ao próximo”, destacou a docente.

Quem recebeu o lanche agradeceu a iniciativa da família e a atitude do garoto.

“Muito bonito da parte dele, uma criança por ser uma criança fazer isso por nós, que estamos aqui trabalhando, lutando no lixão”, afirmou a catadora Vanuza Henrique.

A irmã do Estevão acompanhou a entrega e expressou o orgulho da atitude do irmão.

“Com isso a gente fica muito orgulhoso, porque, normalmente, as pessoas não dão muito valor e principalmente as pessoas que trabalham no lixo, o pessoal tem nojo e ele não”, destacou a química Edimara Madalena.

E o respeito e o carinho de Estevão por quem trabalha ajudando a deixar a cidade mais limpa são antigos. Segundo a mãe do menino, desde pequeno ele é encantado com os trabalhadores da limpeza pública e tem até uma roupa de gari, que foi confeccionada por uma tia.

Entre os brinquedos, o menino também tem vários carrinhos de coleta de lixo, revelando a admiração que ele tem pelo serviço de limpeza.

Já o pai do garoto, o pintor Edmar Sousa, destaca a bondade do filho e sua amizade com os garis.

“Sempre a gente faz os gostos dos filhos e, no começo, ele (Estevão) queria andar atrás (do carro do lixo) e eu acompanhei ele. E de lá pra cá eu segui o carro do lixo junto com ele. Aí ele foi gostando, e os meninos (garis) também pegaram uma amizade com ele e ficaram muito amigos”, explicou Edmar.

Por: https://g1.globo.com/

Related Articles

Deixe um Commentario