Home Cristão 60 viúvas pobres da Guatemala ganham casas de organização cristã

60 viúvas pobres da Guatemala ganham casas de organização cristã

por Correio do Maranhão
0 commentar

“Foi incrível”, disse o líder do ministério ao relatar a transformação na vida dessas mulheres.

Seguindo as orientações bíblicas que inclui “cuidar das viúvas em suas necessidades” (Tg 1.27), o World Challenge — organização internacional que evangeliza, equipa e encoraja cristãos em situação de pobreza — ajudou a construir casas para 60 viúvas na Guatemala. 

Conforme o Christian Post, o ministério de viúvas contou com a ajuda de parceiros locais para ajudá-las também com alimentação e medicamentos. 

Além disso, elas são evangelizadas e recebem treinamento para se tornarem independentes em seu sustento. O projeto começou em 2018 e, no início, não possuía todos os recursos necessários.

Como as viúvas são vistas pela sociedade

Na Guatemala rural, muitas viúvas são marginalizadas e consideradas “um fardo” e sem valor algum para a sociedade.

De olho nessa problemática, a World Challenge trabalha para que elas se sintam valorizadas e dignas.

Nossa missão é ajudar os mais pobres dos pobres, por isso nos juntamos a essa missão local e desde então aceleramos seu programa em 100%”, disse Mark,  diretor global de ministérios de ajuda na organização.

“Visitei todas as casas que construímos, conheci as pessoas e ouvi suas histórias. E é simplesmente inacreditável. Muitas dessas mulheres estavam lutando apenas para sobreviver. A transformação que elas puderam experimentar foi realmente incrível”, disse ainda. 

Transformação de vida

Simona é uma viúva de 90 anos que recebeu uma das casas do ministério e experimentou uma transformação de vida

Ela sofreu muito com a fome e doenças que levaram seus filhos. Sem ninguém para cuidar dela na velhice, Simona ficou adoentada. 

No início, ela dizia que todo o esforço da equipe em construir uma casa para ela seria inútil e não se considerava digna. Ao se ver dentro de um lar, porém, a alegria tomou conta de suas emoções

“Foi como se tivéssemos tirado ela de uma condição horrível e dado a ela um palácio para morar. Alguém que lutou por tanto tempo e agora recebeu um milagre. Pudemos compartilhar com ela o amor de Jesus por sua vida. Mostramos que foi Deus quem a tirou do anonimato. Tivemos esse privilégio”, concluiu Mark.

Por: guiame.com.br

Related Articles

Deixe um Commentario