Home RURAL Bolsonaro inaugura sistema 5G em fazenda no Piauí

Bolsonaro inaugura sistema 5G em fazenda no Piauí

por Correio do Maranhão
0 commentar

Fazenda na região do cerrado piauiense foi escolhida pelo governo federal para a implantação da tecnologia 5G na agricultura brasileira.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) desembarcou no Piauí, na tarde desta quarta-feira (30), para inaugurar o serviço 5G em uma fazenda, na cidade de Baixa Grande do Ribeiro, a 583 km de Teresina. Ele chegou acompanhado dos ministros João Roma e Rogério Marinho, que se despedem das pastas para concorrer a cargos na eleição deste ano.

A Fazenda Ipê, a 600 km de Teresina, na região do cerrado piauiense, foi escolhida pelo governo federal para ser a primeira a ter a implantação da tecnologia 5G na agricultura brasileira. O local é um dos primeiros 20 pontos pilotos no meio rural, que prevê 44 mil antenas até 2029.

Bolsonaro desembarcou em São Raimundo Nonato, na região do Parque Nacional Serra da Capivara, depois de participar de inaugurações em Rio Grande do Norte e foi de helicóptero para Baixa Grande do Ribeiro.

O município escolhido é o maior produtor de grãos do Piauí e a expectativa, de acordo com a Associação dos Produtores de Soja do Piauí , é de que a nova tecnologia possibilite um crescimento de 20% ao setor produtivo.

O sinal de telefonia 5G tem a previsão de dar ao produtor acesso à internet em todo o campo. Já existe na região a conexão 4G, 700mhz, mas o 5G deve aumentar a velocidade de resposta e o tamanho de banda da conexão, que permite mais máquinas interligadas.

Além das máquinas, interliga também com estações meteorológicas, com uma resposta pelo menos 4 vezes mais rápida do que a 4G, segundo os profissionais da área. E possibilitará o produtor monitorar os trabalhos e agilizar as respostas, para que caso aconteça alguma intercorrência (chuva, ventos fortes demais etc) fazer as alterações com agilidade. O que vai levar mais economia e reduzir as perdas no agro, e erros por exemplo de uso de agrotóxicos. Na agricultura, já existem máquinas colhedoras robotizadas que se utilizam de sensores para coletar dados técnicos da produção e com a nova tecnologia vai permitir mais autonomia.

Ricardo Faria, proprietário da fazenda, disse que a nova tecnologia vai ajudar a tocar as fazendas com eficiência energética, combustível e etc. “Só é possível com o agro digital”, informou.

Por: g1.globo.com

Related Articles

Deixe um Commentario