Home Piaui Professores, trabalhadores do transporte e movimento popular por moradia fazem protesto unificado em Teresina

Professores, trabalhadores do transporte e movimento popular por moradia fazem protesto unificado em Teresina

por Correio do Maranhão
0 commentar

Grupos pedem, principalmente, reajuste salarial e garantia de direitos como plano de saúde.

Diversos grupos de trabalhadores do estado e da prefeitura de Teresina realizam um protesto unificado na manhã desta quarta-feira (23). O ato iniciou às 8h na praça do Fripisa, Centro da capital.

Estiveram presentes professores municipais em greve há mais de 30 dias, professores do estado, professores da Universidade Federal do Piauí, servidores municipais, usuários e trabalhadores do transporte em greve há três dias e integrantes do movimento popular por moradia.

As categorias pedem, principalmente, reajuste salarial e garantia de direitos perdidos, como plano de saúde.

Os manifestantes deixaram a praça do Fripisa por volta das 9h20 e seguiram por ruas do Centro da cidade, fechando completamente as vias por onde passavam.

Eles seguiram pela rua Arlindo Nogueira e depois Lizandro Nogueira, onde passaram pela lateral da Praça da Bandeira, para chegar à frente da Prefeitura às 10h.

O grupo derrubou cercas colocadas diante do Palácio da Cidade, que contornavam uma obra que acontece no local.

Com um megafone, as categorias fizeram falas acerca dos pedidos aos governos. Questionaram também a violência policial contra manifestantes.

No último ato de professores e do movimento de luta por moradia, no local, houve uso de gás de efeito moral e balas de borracha. Havia crianças acompanhando os pais no momento.

Depois, o grupo seguiu em direção à Avenida Maranhão, passando em frente ao Sindicato dos Transportes Urbanos de Teresina (Setut), que está em negociação com os trabalhadores do transporte.

Em seguida, os manifestantes seguiram pela rua Paissandu até o Palácio de Karnak, sede do governo estadual.

O ato foi encerrado por volta das 12h, na Praça da Liberdade, ao lado da Igreja São Benedito, no Centro de Teresina.

Reivindicações

Professores do estado:

  • Reajuste salarial; categoria diz estar há três anos sem reajuste
  • Melhoria na estrutura física das escolas
  • Criação de um plano de carreira dos professores

Professores da UFPI

  • Professores pedem reajuste 19,99%

Professores da prefeitura

  • Reivindicam que a lei federal do magistério 33,23% seja seguida pela prefeitura.

Movimento popular por moradia

  • Reivindicam a regularização de terras e reassentamento das famílias em terrenos da prefeitura;
  • Construção de casas populares;
  • Adiamento de despejos até o fim 31 de dezembro.

Por: /g1.globo.com/pi/

Related Articles

Deixe um Commentario