Home Piaui Hemopi faz campanha Bloquinho do Bem para incentivar doação de sangue após estoque atingir nível crítico

Hemopi faz campanha Bloquinho do Bem para incentivar doação de sangue após estoque atingir nível crítico

por Correio do Maranhão
0 commentar

Segundo a instituição, as doações de sangue diminuíram cerca de 40% durante a pandemia do coronavírus.

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) lançou a campanha de carnaval Bloquinho do Bem para incentivar a doação de sangue após o estoque da instituição atingir nível baixo. A população pode procurar os centros espalhados pelo estado para fazer a doação.

De acordo com o diretor do Hemopi, Jurandir Martins, as doações diminuem nos últimos e primeiros meses do ano, por isso é fundamental chamar as pessoas para doarem, principalmente neste período.

“Estamos lançando uma ação no período carnavalesco chamada ‘Bloquinho do Bem’, chamando as pessoas para doarem sangue. Então, aproveitamos esse momento para convocar as pessoas a doarem sangue. Nessa pandemia a gente registra uma diminuição de até 40% nas doações de sangue em todo o Piauí”, afirma.

A partir desta semana até início de março, o Hemopi entra na folia do carnaval e convoca doadores para entrarem no bloquinho da instituição e doarem sangue. A ação se estende nos Hemocentros Regionais de PicosParnaíba e Floriano.

Segundo o diretor do Hemopi, as bolsas de de sangue de alguns tipos sanguíneos já estão bem reduzidas. Em contrapartida, os hospitais têm cada vez mais pessoas internadas precisando de sangue.

“Agora nesse mês de fevereiro nós estamos enfrentando um novo surto de Covid-19, inclusive com a variante, mesmo assim, ainda bem que temos uma grande população vacinada e que estamos em uma situação controlada. Contudo, o número de internações estão aumentando na rede hospitalar, somado as doenças respiratórias, muito comuns nesse período de chuva, e com isso acabamos precisando de uma quantidade de sangue ainda maior“, explicou Jurandir.

O Hemopi necessitou também de doações específicas de tipos sanguíneos negativos, encontrados em pouca quantidade na população em relação aos outros tipos sanguíneos.

O diretor do centro, Jurandir Martins, reafirmou que qualquer pessoa pode doar independente do seu tipo sanguíneo. “Você é o tipo certo de alguém”, é o que diz o slogan da instituição.

“Na verdade todo tipo de sangue é importante. Diuturnamente o Hemopi trabalha distribuindo sangue para a rede pública e privada, tanto de Teresina quanto no estado. A gente reconhece o tipo de sangue do grupo RH-, seja B-, AB-, O- ou A-, menos prevalente na população, ou seja, temos menos doadores de sangue dessa família. É importante lembrar que independente do seu tipo de sangue, seja positivo ou negativo, de qualquer um dos sistema ABO, é importante que você venha doar”, reforçou.

Veja abaixo os endereços dos hemocentros

TERESINA

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí
  • Rua 1° de Maio, 235/Sul
  • Contato: (86) 3221-8320 / 3221-8319 / 3226-4919

PARNAÍBA

  • Hemocentro Regional de Parnaíba
  • Praça Antônio Monte, s/n Centro
  • Contato: (86) 3321-2854
  • Horário de funcionamento: Segunda à Sexta de 8h às 18h

PICOS

  • Hemocentro Regional de Picos
  • Praça Antenor Neiva, s/n Bairro Bomba
  • Contato: (89) 3421-0704
  • Horário de funcionamento: Segunda à Sexta de 8h às 18h

FLORIANO

  • Hemocentro Regional de Floriano
  • Rua João Dantas, 1161 Bairro Manguinha
  • Contato: (89) 3522-2020
  • Horário de funcionamento: Segunda à Sexta de 8h às 18h
  • Hemocentro Regional de Floriano
  • Rua João Dantas, 1161 Bairro Manguinha
  • Contato: (89) 3522-2020
  • Horário de funcionamento: Segunda à Sexta de 8h às 18h

Como ser um doador de sangue

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e estejam pesando mais de 50 quilos. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto. Menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis.

Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente. Quem já se contaminou com o coronavírus, pode fazer a doação após 30 dias da alta.

Para fazer a doação é necessário:

  • Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);
  • Pesar no mínimo 50 kg;
  • Estar alimentado. Não ingerir alimentos gordurosos antes da doação;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe), serão aceitos alguns documentos digitais com foto.

“Você que está saudável neste momento, você pode sim doar sangue. Garantimos segurança, evitando aglomeração, mantendo sempre o distanciamento para garantir uma doação segura”, finaliza Jurandir, diretor do Hemopi.


Por: https://g1.globo.com/

Related Articles

Deixe um Commentario