Home Piaui Governo do Piauí adia aulas presenciais de escolas públicas estaduais para março e orienta que setor privado faça o mesmo

Governo do Piauí adia aulas presenciais de escolas públicas estaduais para março e orienta que setor privado faça o mesmo

por Correio do Maranhão
0 commentar

A decisão foi anunciada nesta sexta-feira e o decreto deve sair ainda hoje (4). As aulas devem começar somente no dia 03 de março nas escolas estaduais.

O governador do Piauí, Wellington Dias, anunciou nesta sexta-feira (04), que as aulas presenciais serão adiadas em todo o Piauí, tendo em vista o crescimento de casos de Covid-19 no estado. As aulas da Rede Estadual de Ensino, que iriam iniciar no dia 07 de fevereiro, serão adiadas para o dia 03 de março. Em Teresina, o prefeito Dr. Pessoa já havia determinado a suspensão das aulas presenciais e iniciarão de forma remota.

De acordo com o governo, a decisão foi tomada com base nas recomendações do Comitê de Operações Emergenciais (Coe), que aponta a previsão de um pico de casos nos dias 21, 22 e 23, e será oficializada em decreto, que deve ser publicado ainda nesta sexta-feira. O chefe do Executivo estadual pede que os Municípios, as universidades e a rede privada sigam na mesma orientação.

“O adiamento é para garantir as condições de evitar riscos para todas as pessoas que atuam na nossa rede. A medida faz parte do controle da circulação de pessoas, e sei que não agrada, mas é necessária. Ao mesmo tempo, estamos recomendando que os Municípios, o Governo Federal em sua rede de educação e nas escolas privadas possamos trabalhar, ou de forma virtual ou com adiamento do início das aulas, na mesma linha do Estado e, com isso, salvar vidas”, afirmou Wellington Dias.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, ressaltou que, apesar da expectativa pelas aulas presenciais por parte dos profissionais e estudantes, neste momento, é importante evitar o contágio.

“Fizemos um trabalho de preparação do ano letivo na expectativa que fosse possível chegar em fevereiro e iniciar as aulas 100% presencial. Agora, nos deparamos com o relatório do Coe, que traz evidências científicas apontando um pico de transmissibilidade. Então, é muito importante, nesse momento, a gente se preparar e reduzir o contágio e a aglomeração. Por isso, adiaremos as aulas presenciais, que iriam iniciar em fevereiro e agora será em março, o que não significa que a Secretaria de Educação ficará parada, vamos fazer Busca Ativa, formação de professores, alinhamento pedagógico, fazer novas parcerias e com certeza teremos um ano muito intenso no que diz respeito à educação”, ressaltou o gestor da Seduc.


Por: https://g1.globo.com/

Related Articles

Deixe um Commentario