Home Piaui Piauí tem significativos avanços na educação estadual em 2021

Piauí tem significativos avanços na educação estadual em 2021

por Correio do Maranhão
0 commentar

Mesmo com a pandemia, o Governo do Estado termina o ano com resultados positivos e perspectiva para mais conquistas no âmbito educacional em 2022

O Governo do Estado vem investindo na educação e valorizando os profissionais do Piauí, tanto que professores como servidores chegam ao fim de 2021 comemorando progressões em suas carreiras e com a previsão de novas conquistas salariais para 2022. Além de um reajuste de 10% para os servidores, os profissionais do magistério devem receber um abono salarial relativo ao ano em curso.

Cerca de 297 servidores do quadro pessoal da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) tiveram suas progressões autorizadas pelo governador Wellington Dias. Além da progressão salarial, o Governo do Piauí realizou a promoção por acesso (mudança de classe) para 1.128 professores da rede estadual, em 2021. Todos obtiveram melhora na titulação e, com isso, conquistaram o direito de acréscimo salarial, bem como a mudança de nível concedida a 1.906 professores de 2021, referente ao período de maio/2018 a abril/2019.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, comentou que as progressões são frutos do planejamento do Estado e do equilíbrio das contas públicas. “O governador Wellington Dias e o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, mesmo diante de todas as adversidades e barreiras impostas pela pandemia e até mesmo pelo Governo Federal, conseguiram manter as contas públicas em equilíbrio. Isso permitiu que os servidores recebessem seus salários sempre em dia, enquanto outros estados atrasavam pagamento”, ressaltou o gestor.

Piauí se destaca com novos programas de alfabetização

Segundo o IBGE, o Piauí reduziu em cerca de 14% o índice de analfabetismo entre os idosos com 60 anos ou mais de idade. Houve também uma redução entre os mais jovens, se considerarmos as pessoas a partir dos 15 anos de idade, a taxa de analfabetismo caiu para 16% no Estado.

Concomitante à redução da incidência do analfabetismo na população piauiense, o Governo do Estado pretende ampliar o atendimento educacional de jovens e adultos, assegurando a permanência e o sucesso do aluno.

Para acelerar esse processo, em 2021, implantou o Programa de Alfabetização de Jovens Adultos e Idosos (PRO Aja), com o objetivo de reduzir radicalmente o analfabetismo no Estado e com a meta de atender 200 mil jovens, adultos e idosos até 2023.

O PRO Aja é realizado em parceria com instituições de ensino, como a Fundação Getúlio Vargas (FGV). “A Seduc já credenciou 34 entidades para atender a demanda da alfabetização nos 224 municípios do Estado. Essas entidades são responsáveis pela busca das pessoas analfabetas, pela contratação dos alfabetizadores e por toda a metodologia que será aplicada nas turmas”, explica Conceição Andrade, diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos da Seduc.

Para combater o analfabetismo no Piauí, além do PRO Aja, o Governo do Estado implantou também o PRO Alfabetização na Idade Certa, que visa alfabetizar todas as crianças até os 7 anos de idade. A iniciativa teve 100% de adesão dos municípios piauienses, com expectativa de beneficiar mais de 200 mil crianças das escolas públicas de Educação Infantil e do ciclo de alfabetização (1º e 2º ano do Ensino Fundamental).

Governo do Piauí moderniza escolas de norte a sul do estado

Em 2021, o Governo do Estado iniciou o projeto de expansão e melhoria da Educação Básica do Piauí com um conjunto de obras estruturantes, por meio do PRO Piauí Educação. Nesse sentido, estão previstas 800 obras com investimento de R$ 800 milhões, aproximadamente, recursos provenientes dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Do total de obras, foram concluídas 72 este ano, na sua maioria reformas e instalação de subestações, totalizando R$ 15,7 milhões já investidos. De forma complementar, foram entregues equipamentos, mobiliários, laboratórios para as áreas específicas e atendimento do ensino remoto, com distribuição de chips, smartphones e tablets para alunos e professores da rede estadual de ensino.

Em 2022, mais escolas estão previstas para serem entregues de norte a sul do Estado. São 74 obras em execução, 67 em licitação e mais de 500 já autorizadas e que estão em fase de projeto e preparação para licitação.

Com expansão da educação por mediação tecnológica, Piauí universaliza oferta de Ensino Superior

Durante o ano de 2021, o Programa de Mediação Tecnológica (Canal Educação) garantiu a continuidade das ofertas implementadas em 2020: Ensino Fundamental II, Ensino Médio, EJA, cursos concomitantes, Uapi (Bacharelado em Administração), Pré-Enem Seduc Live e Pré-Enem na Estrada. O Canal Educação permitiu a realização do Mais Aprendizagem, Ensino Mediado por tecnologias, Currículo do Piauí (Ensino Fundamental), além de todo o Ciclo de Webnários da Gestão da Educação Piauiense, com o apoio do Instituto Unibanco.

No que diz respeito ao Ensino Superior, por meio da Universidade Aberta do Piauí (Uapi), o Governo o Estado iniciou a ampliação do acesso ao ensino superior público para abranger todos os municípios do Estado, em parceria com a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).

Com esta etapa de expansão, o Piauí passou de 120 polos para 183 polos da Uapi, sendo o primeiro estado do Brasil em que o ensino superior está presente, por meio da Uapi, Universidade Aberta do Brasil (Uab) e demais Instituições de Ensino Superior (IES) públicas, em todos os 224 municípios, universalizando a oferta do ensino superior em todo o Estado.

Por: Governo do estado do Piauí

Related Articles

Deixe um Commentario