Home Piaui Sem ConecteSUS, Teresina tem longas filas e reclamações em locais de vacinação contra Covid

Sem ConecteSUS, Teresina tem longas filas e reclamações em locais de vacinação contra Covid

por Correio do Maranhão
0 commentar

O site e o aplicativo estão com os dados indisponíveis depois de um ataque de hacker na madrugada desta sexta-feira (10).

Longas filas e muitas reclamações nos locais de vacinação contra a Covid, em Teresina, foram registradas nesta sexta-feira (10). Com queda do sistema nacional de cadastro de vacinas devido a um ataque de hacker, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) usa um aplicativo alternativo para registrar as doses aplicadas. Contudo, o novo aplicativo solicita mais dados na hora do cadastro, o que causa uma demora no atendimento.

Um dos pontos de drive thru é o terminal de integração do bairro Parque Piauí, na Zona Sul. O g1 esteve no local e registrou a presença de filas e muita reclamação entre os que aguardavam.

Um deles era o aposentado Manuel da Cruz Moura, 70 anos, que foi tomar a dose de reforço da vacina. O idoso mora do bairro Torquato Neto, chegou ao local às 10h e aguarda no local.

“ A fila não anda. Estou há mais de 30 minutos aqui e não andou nem dois metros” lamentou o idoso.

A equipe de enfermagem, responsável pela vacinação no terminal, informou que o sistema usado durante esta manhã requer mais informações dos pacientes, por isso a demora na hora do cadastro dos vacinados.

Poucas opções de locais de vacinação

Outra reclamação feita pelos usuários é a falta de opção de locais para vacinar. A diarista Sandra Lima, que veio tomar a dose de reforço e acompanhar o filho que vai tomar a primeira dose, e também mora no bairro Torquato Neto, ela reclama da distância entre o bairro e o posto de vacinação, de cerca de 15 quilômetros.

“ Lá [no Torquato Neto] como é distante daqui, poderia ter um ponto lá para gente se vacinar lá, nem que fosse ali no Porto Alegre, sem precisar se deslocar para cá. Sem contar na demora que é nessa fila” lamentou a diarista.

O site do Ministério da Saúde, o aplicativo e a página do ConecteSUS – plataforma que mostra comprovantes de vacinação contra a Covid-19 – foram invadidos por hackers na madrugada desta sexta-feira (10). O problema também afetou o sistema de notificação de casos da doença e o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI).

Veja os locais onde deve haver exigência de passaporte de vacinação para as seguintes atividades no Piauí:

a) atendimento presencial nos órgãos da administração pública estadual.
b) boates, casas de espetáculos, festas e eventos em geral (esportivos, sociais, culturais e
artísticos realizados em ambientes abertos ou fechados);
c) academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento, clubes e vilas olímpicas;
d) estádios e ginásios esportivos;
e) cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil;
f) museus, galerias e exposições de arte, parques de diversões, parques temáticos, parquesaquáticos, apresentações e drive-in;
g) conferências, convenções e feiras comerciais.

Público-alvo da vacinação nesta sexta-feira (10):

  • 1ª dose adolescentes (12 a 17 anos)
    1ª dose adultos (18 anos ou mais)
    2ª dose de Pfizer (respeitando intervalo mínimo entre as doses de 3 semanas)
  • Dose de reforço (respeitando intervalo mínimo de 5 meses da última dose para público em geral e 28 dias para imunossuprimidos)
  • 2ª dose de Astrazeneca (respeitando intervalo mínimo de 4 semanas entre as doses)
  • 2ª dose de Coronavac (respeitando intervalo mínimo de 4 semanas entre as doses)

Locais:

Terminal Zoobotânico
Terminal Buenos Aires
Terminal Livramento
Terminal Parque Piauí

Nota da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) informa que, embora o sistema oficial de registro de doses – SI-PNI – esteja fora do ar na manhã de hoje (10), estão mantidas as ações de vacinação drive thru de hoje (10) e o Dia D da Vacinação Covid em Teresina marcado para amanhã (11).
Para viabilizar as ações, o registro das vacinas será feito temporariamente em um sistema paralelo mantido pela FMS para situações de emergência, que torna a vacinação um pouco mais lenta, mas evita sua paralisação por completo.

Por: Layza Mourão*, g1 PI

Related Articles

Deixe um Commentario