Home Piaui Desmanche de carros no Piauí era gerenciado por família e envolvia veículos de outros estados

Desmanche de carros no Piauí era gerenciado por família e envolvia veículos de outros estados

por Correio do Maranhão
0 commentar

Entre as peças apreendidas estão carcaças de veículos roubados nos estados do Rio de Janeiro e Bahia.

Uma família investigada por ‘ostentar muito em Teresina’ foi alvo da operação Fragmento, que apreendeu peças de veículos roubados no Piauí e outros estados, como Rio de Janeiro e Bahia. A ação realizada nesta segunda-feira (25) cumpriu mandados de busca e apreensão em sucatas nos bairros Vermelha, Vila Irmã Dulce, Saci e Santa Luzia, na Zona Sul de Teresina, e em um sítio em Timon, no Maranhão.

A operação foi deflagrada pela Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter) e contou com o apoio da e Secretaria de Fazenda, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar. Segundo a investigação, as peças de motos e carros roubados tinham como destino desmanches ilegais.

Segundo o delegado Eduardo Aquino, da Polinter, a investigação surgiu após a denúncia de que veículos eram desmanchados em um sítio na cidade de Timon e as peças eram vendidas em lojas de autopeças e sucatas de Teresina. A maioria dos carros roubados eram caminhonetes, que o preço do motor varia de R$ 10 mil a R$ 20 mil.

“O crime envolvia um esquema milionário, onde os sócios são da mesma família. Os suspeitos tinham tarefas bem definidas, que se encaixa com uma organização criminosa. A próxima fase da operação é para identificar quem são os integrantes”, explicou.

Foram apreendidos nove carcaças de veículos, 36 motores de caminhonetes com restrições de roubo e furto, dois carros de luxo também com restrições e produtos veículos de origem suspeita; ferramentas utilizadas nos desmanches dos veículos e uma arma de fogo. Todo o material ilícito arrecadado foi recolhido para ser periciado. Apesar das apreensões ninguém foi preso.

“Nesta fase da operação não teve ninguém preso, porque estamos levantando provas de toda a organização criminosa, conseguimos pegar bastante material como nove carcaças de veículos roubados, 36 motores de pick up, sendo que cada um representa um veículo roubado e assim conseguimos desmontar uma quadrilha muito grande”, destacou o delegado Marcelo Dias, titular da Polinter.

Ele disse que as apreensões foram fruto de quatro meses de investigação e que “representa um forte baque ao crime organizado”.

O inspetor da PRF, Danilo Teive, que participou da operação revelou que entre as peças automotivas apreendidas havia carcaças de veículos de estados como Rio de Janeiro e Bahia, que sofriam desmanche em Teresina. Todas as apreensões foram levadas para a Polinter, que continuará as investigações.

Por: G1 PI

Related Articles

Deixe um Commentario