Home ESPORTE Kyrie Irving fica fora de jogo por não estar vacinado e perde mais de R$ 2 milhões

Kyrie Irving fica fora de jogo por não estar vacinado e perde mais de R$ 2 milhões

por Correio do Maranhão
0 commentar

Astro dos Nets é declarado inelegível para partida desta sexta-feira pela pré-temporada da NBA e vai ter descontado do salário US$ 380 mil

O Brooklyn Nets declarou que Kyrie Irving está na lista de jogadores inelegíveis para o jogo desta sexta-feira contra o Milwaukee Bucks pela pré-temporada da NBA 2021/22. Como a partida vai ser realizada em Nova York, casa dos Nets, o armador precisaria ter tomado ao menos a primeira dose da vacina contra a covid-19, seguindo os protocolos da cidade para conter a pandemia do coronavírus. Por causa da ausência, ele vai perder US$ 380 mil (pouco mais de R$ 2 milhões).

O armador se recusou a confirmar publicamente o seu status de vacinação, e o Brooklyn Nets também é impedido por lei de revelar se o jogador se imunizou. No entanto, Irving está ausente das atividades do time desde a segunda-feira, quando o grupo voltou do acampamento de treinos em San Diego na última semana, onde não há a mesma exigência de Nova York em relação a imunização.

Enquanto não se vacinar, Kyrie Irving não poderá participar de jogos do Brooklyn Nets em Nova York, onde fica a arena da equipe, ou treinamentos. Segundo a ESPN americana, a NBA e o sindicato dos jogadores chegaram a um acordo para reduzir o salário anual dos atletas em 1/91,6 por cada jogo perdido por conta de impedimento pelos protocolos de vacinação.

Seguindo esse cálculo, Irving deve perder US$ 380 mil (RS 2,08 milhões) por partida que não puder participar no Barclays Center, arena onde o Brooklyn Nets manda os seus jogos. Caso a situação permaneça ao longo da temporada, o armador pode acabar sem cerca de US$ 15 milhões (R$ 82,16 milhões) dos US$ 33 milhões (R$ 180,74 milhões) que receberia em 2021/2022.

Essa pressão monetária surtiu efeito em outro jogador que não queria se vacinar: Andrew Wiggins. O ala do Golden State Warriors revelou ter feito uso do imunizante, mas deixando bem claro que se sentiu obrigado a tomar tal decisão para permanecer na NBA.

Segundo a liga o índice de vacinação entre os atletas chegou a 95% na última sexta-feira (1º). As cidades de São Francisco e Nova York exigem a imunização para a participação em eventos em locais fechados, o que afeta os três times que jogam nesses locais: Golden State Warriors, New York Knicks e Brooklyn Nets.

A temporada regular da NBA começa no dia 19 de outubro. Dois jogos marcarão o retorno da melhor liga de basquete do mundo: o próprio Brooklyn Nets encarará o atual campeão Milwaukee Bucks, e logo depois o Los Angeles Lakers enfrentará o Golden State Warriors.

Por: Redação do ge 

Related Articles

Deixe um Commentario