Home ESPORTE Com dois de Borja, Colômbia vence Chile e se mantém na cola do G-4

Com dois de Borja, Colômbia vence Chile e se mantém na cola do G-4

por Correio do Maranhão
0 commentar

Atacante do Grêmio brilha em grande atuação da seleção de Reinaldo Rueda, que vence fácil os chilenos em Barranquilla. La Roja perde a segunda seguida e se distancia da zona de classificação para a Copa

Resumão

Colômbia e Chile mostraram por que estão onde estão na tabela de classificação das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo. Com um grande primeiro tempo e dois gols de Borja, os colombianos venceram os chilenos por 3 a 1, em Barranquilla, e seguem colados nos primeiros colocados da competição. O time de Vidal e companhia, por sua vez, se vê cada vez mais distante da briga por uma vaga no próximo Mundial.

A TABELA

A Colômbia tem 13 pontos, na quinta posição, e hoje iria para a repescagem. O Equador, quarto colocado, tem a mesma pontuação e está à frente no saldo de gols. O Chile é só o oitavo colocado, com sete pontos e só uma vitória em nove partidas. A próxima rodada tripla é em outubro. Os colombianos visitam o Uruguai e depois recebem Brasil e Equador. O Chile visita o Peru e depois recebe Paraguai e Venezuela. 

OS 90 MINUTOS

A Colômbia passeou no primeiro tempo. Dominou por completo os chilenos e praticamente não foi ameaçada. Os Cafeteros abriram o placar logos aos três minutos, com Quintero, mas o gol foi anulado após o VAR indicar impedimento. Não faria falta. Aos 15, Luis Díaz sofreu pênalti, e Borja cobrou bem para fazer seu primeiro gol. Pouco depois, aos 19, Borré se movimentou bem depois de passe veloz da defesa, Borja ficou com a bola e finalizou na saída de Bravo: 2 a 0.

Na segunda etapa, Martín Lasarte fez três mudanças no Chile, e a equipe mudou de postura. Voltou mais incisiva e conseguiu seu gol aos 10 minutos. Pulgar cruzou da direita após rebote, e Meneses escorou para o gol. Mas a reação não veio. A Colômbia não diminuiu o rimo e conseguiu fazer o terceiro. Aos 28, Roger Martínez acionou Luis Díaz na esquerda, o atacante do Porto dominou, com espaço, e finalizou colocado no canto esquerdo de Bravo: 3 a 1.

Por: Ge

Related Articles

Deixe um Commentario