Home RURAL Como adubar macieiras e videiras

Como adubar macieiras e videiras

por Correio do Maranhão
0 commentar

A planta, assim como o ser humano, precisa de uma correta ‘alimentação’ – no caso, a adubação; para ter um bom desenvolvimento e produzir frutos de qualidade. A falta de adubação ou o seu excesso pode repercutir em grandes prejuízos ao produtor, seja na baixa produtividade ou até mesmo em gastos excessivos com adubo, além de danos ao ambiente.

Em culturas perenes, como macieira e videira, a definição correta dos nutrientes que deverão estar presentes no adubo é mais complexa do que nas culturas anuais, como trigo e soja. No caso da macieira, o produtor irá identificar as necessidades nutricionais do pomar através da análise foliar em laboratório, ou seja, são coletadas folhas que serão analisadas e darão como resultado as necessidades da planta. Com base nesse diagnóstico, o produtor irá fazer a adubação.

No entanto, mesmo com o resultado da análise foliar, o produtor encontra dificuldade em definir dentre os nutrientes indicados, qual a combinação ideal para obter o melhor resultado da adubação na produtividade do seu pomar. Visando facilitar essa decisão e torná-la mais eficiente, o pesquisador Gilmar Nachtigal, da Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves – RS), adaptou o Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação (DRIS), para uso na cultura da macieira e da videira.

O DRIS é um programa de computador, já utilizado em outras culturas, como a soja e o trigo, que auxilia o produtor na hora da adubação, ao fazer uma análise combinada dos elementos, dando como resultado os nutrientes que são mais necessários para a planta naquele momento. O uso do DRIS, além de garantir uma correta adubação, sem desperdícios, possibilita que o produtor faça a correção no próprio ciclo produtivo, o que garante a qualidade da safra.

Por: Nordeste Rural

Related Articles

Deixe um Commentario